Blog do escritor: http://poesiasniilistas.blogspot.com.br/
ESPAÇO NIILISTA - THOR MENKENT
"... ao primeiro choro, já nascemos condenados à nossa humana abnormidade!"
CapaCapa
TextosTextos
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


JEAN PAUL SARTRE E O PARADOSO BESTIAL
(Em breves palavras ursas)
 
Sinto que em nós, neanrdentais sapiens, há um filtro pelo qual tudo que passa está fatalmente direcionado pelo ego, e a ele limitado em sua capacidade de criar gêneses segundo sua própria senciência.

É provável, pois, que tenhamos de conviver com a inconsciência de que somos anomalias, a navegar entre nossos próprios céus e infernos, atribuindo-os a ursas criações exteriorizadas em mitos e na irmandade renegada, para alívios ou castigos do que somos.

E, se abnormais somos, é provável que nossas escolhas também o sejam. E que nossos caminhares, com faces ou máscaras, também o sejam.

Percebo, então, o paradoxo bestial: se criamos e inauguramos, estamos a violar naturezas que não mais nos podem ser virgens.

Seríamos, portanto, responsáveis por nossas escolhas incautas da degenerada singularidade de onde advimos despercebidamente, ou nos impingimos tal poder à convivência nos estereótipos sociológicos, moldados também por nossas razões sencientes?

E assim se comprova a apocrifia das verdades construídas sobre nossos pilares humanizados.
Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent)
Enviado por Péricles Alves de Oliveira (Thor Menkent) em 20/08/2016
Copyright © 2016. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

BLOG DO AUTOR http://poesiasniilistas.blogspot.com.br/ ______________ LIVROS A VENDA http://www.bookess.com/profile/menkent/books/ ______________ Todos os poemas deste autor são registrados no ISBN. Plágio é crime.